Delivery para restaurantes

Quando uma pessoa entra em algum site e busca por opções de pratos, ela se depara com uma série de restaurantes que apresentam o que ela gostaria de consumir. No meio de tantas opções, qual será a escolha desse usuário?

Como a qualidade dos produtos, os preços e as recomendações dos consumidores são muito parecidos, o fator decisivo para que o cliente opte por finalizar o pedido com um estabelecimento é o tempo de entrega. Por esse motivo, é essencial entender do assunto de delivery para restaurantes.

Neste post, nós vamos te apresentar dicas práticas que podem ser aplicadas em um restaurante para reduzir o tempo de entrega. Acompanhe!

1. Tenha um software de gestão de pedidos

Trabalhar pautado apenas no modelo de ligações e papéis é algo disfuncional nos dias de hoje. A alta demanda do mercado, tanto por produtos quanto por agilidade, obriga o investimento em ferramentas que reduzam etapas burocráticas e erros. Com um software especializado, o atendente não precisa anotar os pedidos e já encaminha sem erros para a produção.

2. Faça uso de cardápios digitais  de Delivery para restaurantes

Sites e apps de cardápios digitais são uma forma de reduzir drasticamente o tempo de entrega, já que o cliente pode selecionar seu pedido sozinho e enviá-lo automaticamente ao restaurante. Com isso, a produção é menos morosa e o delivery tende a ser mais rápido.

Além disso, esse tipo de aplicação oferece mais uma vantagem ao restaurante que adere a ela: estímulos visuais atraem a clientela, principalmente quando o assunto é comida.

3. Utilize o serviço de motoboy sob demanda

Nos momentos em que o estabelecimento não conta com entregadores disponíveis, uma saída para manter o fluxo de entregas é contar com a ajuda do serviço de motoboys sob demanda.

Nesse serviço, o restaurante pode contratar pessoas para fazerem entregas específicas quando existe a demanda, evitando a necessidade de contratar mais funcionários e, ainda assim, mantendo o delivery rápido em momentos de pico.

4. Conheça rotas alternativas na cidade

Todas as cidades têm vias principais, que, normalmente, ficam congestionadas nos horários de início e término de trabalho. Conhecendo essa peculiaridade da cidade e entendendo o mapa, deve ser feita uma roteirização para facilitar o trabalho dos entregadores. Para isso, serão necessários muita pesquisa e bastante treinamento, mas o resultado vale muito!

O importante, nesse caso, é que as vias principais sejam evitadas nos períodos de engarrafamento, redirecionando o fluxo de entregas para saídas periféricas.

5. Conheça o seu consumidor

Conhecer o consumidor é outra prática essencial para reduzir o tempo de entrega. Tendo informações sobre a clientela, é possível tomar duas ações essenciais que aperfeiçoam o delivery para restaurantes:

Elencar os pedidos mais feitos ao longo do dia

Se for percebida uma lógica nos pedidos — diariamente, são recebidos, em média, 10 pedidos de pizza napolitana, às 19h, por exemplo —, a cozinha pode já deixar o alimento pré-preparado, o que ajuda a acelerar os processos internos.

Dividir os pedidos por regiões e horários

Caso exista uma sincronia de pedidos — se, todos os dias, existir 15 pedidos na região de um determinado bairro, às 18h, por exemplo —, devemos segurar um pouco o primeiro pedido que estava para sair e enviar o entregador com vários pedidos de uma única vez, mas sem tardar demais as entregas.

Com isso, ao seguir as dicas aqui apresentadas, é possível reduzir significativamente o tempo de entregas. Isso deixa o estabelecimento mais atraente ao público e, logo, mais rentável. Por isso, administrar o delivery para restaurantes é tão importante.

E em seu restaurante, o que é feito para otimizar as entregas? Deixe suas dicas aqui nos comentários!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Share This