cardápio para lanchonete
Uma boa comunicação leva em consta diversas estratégias para atingir seu público. Mas é natural que, com a correria do dia a dia, seus esforços se concentrem apenas na operação. Assim, ainda que você não divulgue sua lanchonete de forma intensa, utilizar imagens para cardápio no negócio ajuda a otimizar uma série de processos.

Está com dificuldade para atrair e reter clientes, tem desembolsado altos valores com telefonia ou precisa reduzir seu turnover? Então, confira nosso passo a passo. Você não imagina o que um simples — porém, criativo — cardápio para lanchonete pode fazer por seu empreendimento!

O que as imagens para cardápio fazem por seu negócio?

Impresso ou digital, um menu bem planejado e produzido transmite a credibilidade do negócio, refletindo também todos os seus esforços em oferecer um serviço de qualidade. Desde a preparação dos pratos até o atendimento, um cardápio deve facilitar a vida tanto da sua equipe quanto dos clientes.

Se a lanchonete tem um alto fluxo nas mesas e no delivery, o cardápio agiliza o trabalho e aumenta a motivação dos atendentes, pois não será preciso explicar cada prato com as imagens nas mãos dos consumidores. Já os clientes se sentem mais à vontade para fazer seus pedidos sem a necessidade de perguntas óbvias. Afinal, você já deve respondê-las de forma intuitiva no próprio cardápio.

Como ter um cardápio vendedor?

Para aumentar as chances de seus clientes voltarem, confira nossas 10 dicas e elabore um cardápio vendedor para sua lanchonete!

1. Defina o tipo de cardápio

Na hora de escolher o modelo do cardápio, é interessante levar em conta a flexibilidade que seu cliente terá. Por isso, ao optar pelo formato digital, você acaba oferecendo essa característica, além de autonomia e facilidade. Tudo é feito por tablets, que melhoram a experiência de seus potenciais consumidores.

No entanto, ainda existem muitas casas que preferem o cardápio tradicional, especialmente aquelas com um público-alvo mais velho, que ainda não está completamente inserido na tecnologia.

Ao escolher esse tipo, é fundamental considerar a qualidade da impressão, pois se trata do primeiro contato com o estabelecimento. Além disso, utilizar materiais resistentes é imprescindível para evitar um desgaste muito rápido.

2. Separe-o por seções

Para facilitar a escolha dos clientes, dê preferência aos cardápios separados por seções. No caso das bebidas, crie espaços intitulados “destilados” e “não alcoólicos”, por exemplo. Essa separação deve ser uniforme para todas as categorias, com descrições pequenas, imagens de qualidade e tudo disposto de forma semelhante.

3. Dê atenção à diagramação do menu

Diagrame as colunas do modo correto, conforme o tipo de público com o qual você trabalha. Estabelecimentos mais sofisticados usam uma única coluna em cada página, já negócios voltados a famílias maiores costumam utilizar diversas colunas na frente e atrás. Em ambos os casos, essa alocação dos pratos considera a emoção dos clientes, seja pelo apelo visual elegante ou pela variedade para diferentes idades.

4. Observe o melhor local para colocar os preços

Não adianta pensar em todo o design e colocar os preços em qualquer lugar do cardápio, arruinando a estratégia de marketing. Por isso, é aconselhável inseri-los próximo a cada item, de forma criativa e que faça o cliente não atentar tanto a essa parte, mas sim aos pratos oferecidos.

5. Destaque os pratos e combos da lanchonete

Ter produtos exclusivos é o segredo para qualquer negócio lucrar, inclusive as lanchonetes. No cardápio, é fundamental destacar os pratos que apenas você comercializa, pois itens com baixa popularidade tendem a aguçar a curiosidade das pessoas para experimentá-los — o que agrega valor ao negócio.

6. Baseie-se em sua identidade visual

Um dos segredos para uma comunicação eficiente é uniformizar o visual de todos os materiais, com cores, slogan e outros fatores. Se você tiver apenas um logotipo, tudo bem! Trata-se de uma boa oportunidade para criar um cardápio vendedor que represente a temática da sua marca.

7. Faça uma busca por referências

Vá além da sua empresa e procure por fontes de inspiração. Lembre-se do menu daquele restaurante que conheceu nas férias, realize uma pesquisa no Pinterest para saber as tendências ou observe o que seus concorrentes estão fazendo quanto a isso. As referências são importantes para você saber o que deve ou não fazer.

8. Capriche nas imagens do menu

Um visual atraente vende muito, sobretudo porque as pessoas se orientam mais por imagens do que pelo texto. Para tanto, contrate um fotógrafo especialista em produtos, que possa garantir fotos exclusivas, em alta resolução e com o devido apelo que seus pratos merecem.

9. Preocupe-se com os textos

Explore a temática da lanchonete, dando títulos e descrições criativas para seus pratos. Ao final, faça uma boa revisão para que erros não coloquem em xeque seu profissionalismo. Tanto os ingredientes quanto os valores devem estar totalmente corretos.

Além disso, fique atento à linguagem regional. Não adianta colocar um alimento com determinado nome no cardápio se nenhum cliente reconhecerá do que se trata ou o item é chamado de outra maneira naquela cidade (ou estado).

10. Dê asas ao design do cardápio

Com cada etapa cumprida, é hora de contratar um designer para dar vida às suas ideias. Reúna as informações que você pretende utilizar e oriente-o sobre suas expectativas. Lembre-se de que, além do visual, é preciso se preocupar com a funcionalidade do cardápio. Não procure por pessoas que não sejam especializadas no assunto, pois apenas um profissional conseguirá chegar a ótimos resultados.

Quais erros devem ser evitados?

Não se trata apenas de ter um cardápio vendedor: é fundamental orientar os funcionários do atendimento sobre o que é oferecido, desde os ingredientes até o tempo médio de preparo. Assim, a satisfação e os feedbacks de seus clientes serão positivos.

Além disso, coloque os ingredientes de cada prato sutilmente nas descrições. Isso ajudará a pessoa com alergias alimentares (como a glúten, lactose e outras) a pedir corretamente sua comida. Como resultado, é possível reforçar a confiança do cliente diante da preocupação da lanchonete com seu público.

Por fim, sempre atualize seu cardápio com novidades, imagens novas e correções necessárias, como de preços. Nunca fique remendando as informações, pois isso passa a impressão de desorganização e outros aspectos negativos que podem acabar com a reputação do seu estabelecimento.

Viu só como as imagens para cardápio fazem muito mais por seu negócio do que apenas apresentar o menu? Portanto, invista sem medo! Mas não se esqueça de atentar também às dicas dadas neste artigo para dispor seus pratos estrategicamente.

Agora que você já entendeu como um bom menu pode trazer mais lucro para seu empreendimento, que tal descobrir outras táticas para fidelizar os clientes? Até próxima!

Powered by Rock Convert

Guia completo de marketing para restaurantes

Alavanque seu negócio com ações imbatíveis de marketing.

Reunimos uma série de informações e dicas valiosas, para você impulsionar seu negócio, posicionar sua marca, atrair e fidelizar novos clientes, tecnologias e ferramentas.

Clique e baixe o ebook grátis

Guia completo de marketing para restaurantes

Para continuar a crescer, o seu estabelecimento precisa se modernizar e contar com um delivery próprio, livre de comissionamentos.

Saia na frente dos seus concorrentes e tenha o seu próprio delivery.

Quero meu Delivery App

ou

Receba uma ligação agoraLigamos em até 10 minutos durante o horário comercial. Sem compromisso.

Sem multas contratuais e tempo mínimo de contrato
Share This