Elabore um cardápio vendedor para sua lanchonete em 5 passos

Uma boa comunicação leva em consideração diversas estratégias para atingir seu público. Porém, é natural que, com a correria do dia a dia, seus esforços se concentrem na operação, certo? Ainda que você não divulgue sua lanchonete de forma intensa, um cardápio vendedor é uma peça-chave para otimizar uma série de processos.

Se você está com dificuldade para atrair e reter clientes, tem desembolsado altos custos com telefonia ou precisa reduzir seu turnover, confira nosso passo a passo. Você não imagina o que um simples — porém, criativo — cardápio pode fazer pelo seu negócio!

O que um cardápio vendedor faz pelo seu negócio

Impresso ou digital, um menu bem planejado e produzido transmite a credibilidade do seu negócio. Ele também reflete todos os seus esforços em oferecer um serviço de qualidade. Desde a preparação dos pratos até o atendimento, um cardápio vendedor deve facilitar a vida tanto da sua equipe quanto dos seus clientes.

Se a sua lanchonete tem alto fluxo tanto nas mesas quanto no delivery, o cardápio agiliza o trabalho dos atendentes, que atuam mais motivados. Já os clientes se sentem mais à vontade para fazer seus pedidos sem a necessidade de perguntas óbvias. Afinal, você já deve respondê-las de forma intuitiva no próprio cardápio.

Para aumentar as chances de seus clientes voltarem, confira nossas 5 dicas para elaborar um cardápio vendedor para sua lanchonete!

Como ter um cardápio vendedor

1. Baseie-se em sua identidade visual

Um dos segredos para uma comunicação eficiente é uniformizar o visual de todos os materiais. Se você tiver apenas um logotipo, tudo bem! É uma boa oportunidade para criar um cardápio vendedor que represente a temática da sua marca.

2. Faça uma busca por referências

Vá além da sua marca e procure fontes de inspiração. Lembre-se do menu daquele restaurante que conheceu nas férias ou faça uma pesquisa no Pinterest. As referências são importantes para você saber o que deve ou não fazer.

3. Capriche nas imagens do menu

Um visual atraente vende muito — sobretudo, porque as pessoas se orientam mais por imagens do que por texto. Para isso, contrate um fotógrafo especialista em produtos. Ele vai garantir imagens em alta resolução e com o devido apelo que seus pratos merecem.

4. Preocupe-se com os textos

Explore a temática da sua lanchonete e dê títulos e descrições criativas para seus pratos. Ao final, faça uma boa revisão para que erros não coloquem em xeque seu profissionalismo. Tanto ingredientes quanto valores devem estar totalmente corretos.

5. Dê asas ao design do cardápio

Com cada etapa cumprida, é hora de contratar um designer para dar vida às suas ideias. Reúna as informações e oriente-o sobre suas expectativas. Lembre-se de que, além do visual, ele também deve se preocupar com a funcionalidade do cardápio.

Viu só como um cardápio vendedor faz muito mais pelo seu negócio do que apenas apresentar seu menu? Portanto, invista sem medo! Uma ótima dica para otimizar ainda mais seu atendimento é criar duas versões: uma para as mesas e outra para o site.

Gostou do artigo? Com um cardápio bem elaborado, o movimento da sua lanchonete só tende a aumentar. Aproveite para conferir 5 estratégias para fidelização de clientes!

Share This